EMPRESÁRIOS PINHALENSES PARTICIPARAM DA INAUGURAÇÃO DA GARANTEOESTE EM CHAPECÓ

16 de Julho de 2014

Imagem

 


 


                Na segunda-feira (16), foi lançada oficialmente a 1ª Sociedade Garantidora de Crédito (Garanteoeste-SC). O evento ocorreu no auditório do CESEC – Associação Comercial de Chapecó e na ocasião foi apresentado o plano de negócios para obtenção de recursos destinados a formação do Fundo Garantidor e entregue uma cópia do projeto ao Sebrae Nacional. Esse fundo garantirá o acesso ao crédito para pequenas e médias empresas para promover a competitividade por meio do acesso ao crédito e assessoria financeira para as empresas associadas as entidades de classe parceiras do projeto.


                O evento reuniu a governança do Sebrae Nacional e do estado de SC, representantes da Facisc, presidentes das associações comerciais do oeste, extremo-oeste e noroeste catarinenses e representantes de cooperativas parceiras do projeto.


                A Garanteoeste tem o seguinte quadro diretivo: presidente do Conselho de Administração, diretor financeiro da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), Sérgio Perondi; vice-presidente do Conselho de Administração, Jeovany Folle, presidente da Associação Empresarial de Maravilha; presidente do Conselho Fiscal, Vilmar Lima de Souza que é presidente da Associação Empresarial de São Miguel do Oeste.


                Esses dirigentes trabalham para consolidar o plano de negócios, ajustar o Estatuto Social da SGC Garanteoeste, elaborar o plano de trabalho de implantação, além de cuidar dos aspectos legais da instituição e de convênio com o sistema Sebrae e suas respectivas aprovações em assembleia. 


                O Coordenador Regional do Sebrae, EnioAlbérto Parmeggiani disse que as SGCs são sociedades de caráter privado, nas quais cada membro entra com uma cota. Após ter integralizado suas cotas na sociedade, o empresário poderá contar com o complemento das garantias exigidas ao contratar uma operação de crédito, desde que o seu projeto apresente condições de pagamento do empréstimo. Tem como objetivo a melhoria das condições que possam garantir o acesso ao crédito para as MPE, através da redução de obstáculos que impedem este acesso em condições adequadas ao empreendimento, considerando que a exigência de garantias reais e fidejussórias ainda é o principal fator em que se baseiam as instituições financeiras de todos os tipos para avaliação do risco e concessão do crédito. 


                O Presidente da ACIP, Gilberto Luiz Lenhartd, disse que a Sociedade Garantidora de Crédito analisa os projetos e pedidos de financiamento pleiteados por seus associados e assume o risco de inadimplência e eventuais falências. Nestes casos, a SGC honra a garantia ante o credor e passa a conduzir o processo de recuperação em caso de inadimplência. A sede será em Chapecó e a iniciativa conta também com o apoio da ACIP de Pinhalzinho que participará mensalmente com um valor por associado durante o período de 18 meses. Na ocasião participou o representante Imar Ecco membro integrante da Diretoria da ACIP/CDL.